Facebook Twitter YouTube
João Paulo Rillo
Home: Página Inicial Biografia: Conheça a trajetória política de Rillo Blog: Notícias e Artigos Agenda: A programação do Deputado Atuação: Os principais projetos de Rillo Imprensa: Canal aberto com a imprensa e a mídia Galeria: Fotos e Vídeos Contato: Fale com o Deputado
 
Blog
 
Rillo assegura recondução de professores da Categoria F às Salas de Leitura 
Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018 - 15:27 - Categoria: Geral
 
 

O deputado estadual João Paulo Rillo conseguiu manter os professores da Categoria F à frente do projeto das Salas de Leitura. Portaria de 13 de dezembro de 2017 assegurou a recondução dos professores às atividades desta estratégia pedagógica. Em todo o Estado, são mais de 600 municípios com Salas de Leitura, em 3.143 escolas, atendendo 2,3 milhões de alunos.





Lideranças no desenvolvimento do projeto, os professores da Categoria F foram qualificados para as atividades inclusive com cursos realizados em parceria com o Instituto Ayrton Senna e  estavam ameaçados de serem substituídos por professores readaptados. Segundo a portaria, professores com avaliação satisfatória do Conselho Escolar serão reconduzidos automaticamente.





Alertado sobre o problema em reunião, em novembro de 2017, com professores de Jales e Luis Especiato, diretor da EE Professor Carlos de Arnaldo Silva – Prata, Rillo questionou o secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, durante audiência de prestação de contas, em dezembro, na Assembleia Legislativa. “Embora o secretário estivesse disposto a solucionar a situação, a mobilização dos professores foi determinante para esta conquista”, relembra o parlamentar que, ao longo dos últimos dois meses, insistiu em gestões junto ao governo para obter uma solução para o problema.





A portaria de dezembro contrapõe resolução anterior que havia, desde julho de 2017, priorizado a atuação dos professores readaptados nas Salas de Leitura. Com atividades lúdicas, dança, poesia, teatro, interpretação de texto, incomuns em uma sala de aula tradicional, as Salas de Leitura poderiam exigir um esforço maior dos professores readaptados, retornando de um tempo de afastamento por questões de saúde. “Precisamos assegurar a continuidade do projeto com qualidade e, ao mesmo tempo, fiscalizar para que os professores readaptados sejam acolhidos em seu retorno ao trabalho com os cuidados necessários à condição deles”, defende Rillo. 

  0 COMENTÁRIOS
 
Rillo é o deputado que mais traz recursos para Rio Preto 
Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018 - 15:01 - Categoria: Geral
 
 

 Com a aprovação do Orçamento impositivo pela Assembleia Legislativa, João Paulo Rillo é o deputado estadual com maior volume de recursos destinados para São José do Rio Preto em 2018. Com garantia legal e sem a interferência do governador Geraldo Alckmin na liberação dos recursos, Rillo é responsável por indicar para a cidade 12 propostas ao Orçamento que totalizam R$ 1.350.000,00.





Os recursos indicados por Rillo vão ser investidos em obras, saúde, cultura e auxílio às entidades sociais. A principal preocupação do parlamentar foi ampliar os investimentos em Saúde em Rio Preto. São R$ 585 mil destinados para a aquisição de aparelhos de raio X para as UPAs do Santo Antônio e da Vila Toninho e para custeio para a Santa Casa.





Em infraestrutura, o principal investimento, de R$ 300 mil, é para a urbanização e construção de pista de caminhada, área de lazer e esporte na periferia da cidade. Também entre as obras, atendendo pedido do secretário Pedro Ganga, foram destinados R$100 mil para reforma do teatro Nelson Castro. Ainda na Cultura, R$ 65 mil serão utilizados na aquisição de equipamentos para os teatros municipais.





Outro recurso endereçado para a Prefeitura atende solicitação da secretária municipal Maureen Leão Cury, dos Direitos e Políticas para Mulheres, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia. Ainda foram atendidas, com um total de R$ 300 mil, as entidades sociais APAE,  São Judas,  CAD,  Associação Renascer e a Cooperlagos.  

  0 COMENTÁRIOS
 
ARTIGO: AS PESSOAS NÃO CABEM NO ORÇAMENTO DE EDINHO 
Sábado, 30 de Dezembro de 2017 - 09:03 - Categoria: Geral
 
 

 


O prefeito Edinho Araújo termina seu primeiro ano de mandato com um objetivo revelado: a reprodução, em São José do Rio Preto, da receita nefasta de seu padrinho político e amigo Michel Temer. Dia após dia, o peemedebista daqui, assim como o de Brasília, lança ataques aos cidadãos em nome de uma ideologia excludente, em que as pessoas não têm espaço e tudo é permitido em nome de medidas recessivas. Corta, diminui e piora os serviços públicos, enquanto aumenta impostos e taxas.


Assim que chegou ao poder, Edinho começou um governo que em nada se assemelhava ao que apresentou em sua campanha. De cara, reajustou as tarifas de água em mais de 15% e dobrou o número de rio-pretenses que tiveram o fornecimento de água interrompido por falta de pagamento. Mas o principal devedor do Semae, cuja conta chega a R$ 3 milhõesnão teve seu fornecimento afetado. Porque apenas o cidadão comum é submetido à austeridade de Edinho e Temer.


Da mesma forma, atendeu rapidamente o pedido das empresas concessionárias e aumentou em 15% o valor das passagens do transporte público sem exigir as melhorias prometidas durante a campanha, como ar-condicionado e wi-fi nos veículos. Ao contrário, permitiu que fossem tirados de circulação 15 ônibus da frota, uma redução de 82 mil quilômetros rodados a cada mês. Menos ônibus, mais desconforto e passagens mais caras.


Na Saúde, mais cortes e insensibilidade. Edinho permitiu o fechamento do Ielar e mandou o secretário à Câmara avisar que, indiferente à mobilização dos moradores da região norte, a UPA do Santo Antônio será fechada na madrugada. Tudo para economizar R$ 100 mil mensais, custe o que custar. O grande projeto para Saúde, o questionado Poupatempo, deveria ser instalado até o final do ano em um shopping -  bem distante dos bairros onde a demanda pelos serviços do SUS é maior.


A intransigência do prefeito com os desvalidos é notória e se repete na incapacidade de encontrar uma solução para os 500 sem-teto da ocupação (João sugeriu) da Vila Itália.


Diante desse perfil, não chega a chocar que a secretária de Educação originalmente indicada por Edinho não tenha durado quatro meses. Todos os 500 anjos da guarda foram colocados na rua e as escolas municipais viraram alvo de vandalismo em série. Sem qualquer constrangimento pela falta de originalidade, Edinho ainda impõe aos alunos o velho drama da falta de uniforme, adicionando pitadas de crueldade ao entregar somente em agosto peças que tinham sido adquiridas pela administração anterior.


Os prejuízos para os rio-pretenses se estendem para além dos setores mais carentes. Para turbinar a arrecadação, Edinho alterou regras de cobrança do ISS (Imposto Sobre Serviços) para aumentar o recolhimento em R$ 24 milhões em 2018. Ao lado dos prestadores de serviço, empresários de tecnologia também receberam notícias desalentadoras vindas do governo. Edinho avisou que o Partec, ansiosamente aguardado, precisa de mais investimentos para entrar em funcionamento: coisa de mais uns R$ 20 milhões.


Enquanto reserva duras exigências para a maioria, o prefeito trata com benevolência certos nichos da sociedade. Sem maioria na Câmara, depende de toma lá dá cá para driblar chantagens e até uma comissão processante. Assim, oferece velório para um, funcionamento de igrejas perto de postos de combustíveis para outro e cargos para muitos. A operação garante a aprovação de quase tudo no Legislativo, principalmente de empréstimos de quase R$ 230 milhões, que vão elevar a dívida da Prefeitura em 104%, chegando a R$ 449 milhões.


Da mesma maneira, há gastos que passam batido pela austeridade que afeta quem não tem saúde, emprego, escola, teto. 


Como, por exemplo, o Trem Caipira, uma fixação do prefeito, inventado na sua gestão anterior, que já consumiu R$ 1 milhão e fez dois passeios em oito anos. Desde que retomou o cargo, Edinho gastou R$ 21 mil com serviços de técnico ferroviário, mais R$ 8 mil para transportar o trem dos trilhos para a garagem e abriu pregão de quase R$10 mil para compra de peças.



E apesar de ter usado e abusado do tema cultura em suas propagandas, na prática, Edinho fez com a cultura aquilo que todo gestor obtuso e burocrata faz, a deixou fora do eixo de desenvolvimento humano e social da cidade. Não reservou orçamento necessário para a pasta, deixando seus dirigentes e gestores da secretaria constrangidos frente a artistas e produtores da cidade.


Após estes meses de governo, dificilmente o bordão “Volta, Edinho”, usado à exaustão pelo então candidato durante a campanha eleitoral, conseguiria algum eco pela cidade.


Mas sempre é tempo de mudanças, espero e torço para que, em 2018, Edinho se afaste de Temer e de sua linha de austeridade contra o povo. Espero também que exerça sua autoridade e interrompa o projeto de desmonte do SUS iniciado pelo seu vice e repactue com a maioria dos moradores da cidade que o elegeu prefeito.

  0 COMENTÁRIOS
 
Rillo apresenta propostas de emendas para Auriflama 
Quarta-Feira, 29 de Novembro de 2017 - 10:19 - Categoria: Geral
 

Artigo publicado originalmente no portal Pô Auriflama


O deputado estadual João Paulo Rillo (PT), cumpriu o prometido em Auriflama e apresentou propostas de emendas no orçamento do Estado, destinando recursos para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Auriflama e para a Escola Estadual Maria Pereira de Brito Benetoli.


Para a Apae, Rillo apresentou 150 mil reais, visando a construção de uma piscina aquecida. Já na Escola, o parlamentar propôs 500 mil reais para a construção de um anfiteatro.


Durante o mês de outubro, o parlamentar esteve em Auriflama visitando as duas entidades e se comprometeu a encaminhar os recursos.


Agora, as propostas apresentadas por Rillo serão apreciadas pela Comissão de Finanças e Orçamento e pelo Plenário da Assembleia Legislativa, antes do encerramento do ano.


  0 COMENTÁRIOS
 
Rillo se reúne com prefeitos e lideranças de municípios da Região Metropolitana de Rio Preto 
Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017 - 15:14 - Categoria: Geral
 

A região metropolitana de São José do Rio Preto e os benefícios para o equilíbrio financeiro dos municípios incluídos nesta moderna forma de gestão regional foram um dos temas dos encontros que o deputado estadual João Paulo Rillo teve, sexta-feira, dia 16, com prefeitos e lideranças regionais de Bady Bassitt, Nova Aliança, Mendonça e José Bonifácio.


 


 


BADY BASSITT


 Rillo iniciou a agenda em Bady Bassitt, em encontro com o prefeito Luiz Antônio Tobardini. O parlamentar apresentou um balanço do trabalho realizado na Assembleia, em especial dos investimentos obtidos para a cidade, como os recursos destinados ao Fundo de Solidariedade do município, em 2011 e 2014, totalizando R$ 60 mil, utilizados para a aquisição de equipamentos e máquinas de costura para o curso de corte e costura do programa de geração de renda desenvolvido pela Prefeitura. Ele também foi autor de proposta que liberou R$ 30 mil para o Meio Ambiente adquirir equipamentos para reciclagem de materiais.


 


NOVA ALIANÇA


Em Nova Aliança, o deputado apresenta ao prefeito Antônio Donizetti Fajan e ao vice Vandil Baptista as propostas apresentadas por ele ao Orçamento de 2018 para o município. Rillo está defendendo investimentos de R$ 200 mil em recursos estaduais para aquisição de medicamentos para a Saúde, R$ 300 mil para cobertura da quadra de esportes do Conjunto Habitacional Nova Aliança e R$100 mil para aquisição de equipamentos para aquecimento da Piscina Pública.


 


MENDONÇA


Com o prefeito de Mendonça, Antonino Caetano de Souza, conhecido popularmente como Sabiá, será avaliado o andamento da proposta ao Orçamento de autoria de Rillo de R$ 100 mil para a aquisição de ambulância. A documentação foi assinada recentemente pelo prefeito que aguarda a liberação do veículo.


Rillo também foi autor de outras propostas aprovadas que trouxeram benefícios para o município, como R$ 140 mil para aquisição de veículos para transporte de pacientes do SUS e da APAE, R$ 90 mil para a aquisição de ambulância e R$50 mil para custeio da saúde municipal.


 


JOSÉ BONIFÁCIO


Rillo encerra a agenda desta sexta-feira, dia 16, em José Bonifácio em reuniões com a imprensa, apoiadores e visitas à Santa Casa, à ABAM - Associação Bonifaciana dos Amigos dos Menores e APAE, entidades cujos esforços de assistência e apoio os moradores de José Bonifácio têm contado com o apoio do deputado. Rillo destinou, por meio de proposta ao Orçamento, R$ 60 mil para aquisição de equipamentos e veículo para APAE, R$ 50 mil para reforma e ampliação da sede da ABAM e R$ 220 mil para reforma do Pronto Socorro e aquisição de equipamentos médicos hospitalares para a Santa Casa, além de outro recurso de R$ 50 mil para o hospital, que aguarda a entidade apresentar a documentação para a assinatura do convênio. O deputado também acompanha o trabalho da Casa Raio de Sol, para a qual conseguiu R$ 20 mil para aquisição de equipamentos, e a Associação Lar Para os Velhos, que será beneficiada com R$30 mil para aquisição de equipamentos.


 


Para apoiar o Poder Público e ampliar os investimentos na cidade, o deputado encaminhou R$ 30 mil paraaquisição de veículo para o departamento de Assistência Social, R$ 50 mil para construção de campo de malha, R$ 100 mil para aquisição de veículos (com R$ 50 mil ainda para ser liberado) e R$ 30 mil para aquisição de veículo para o departamento de Meio Ambiente. No Orçamento de 2018, Rillo está defendendo a aplicação de R$ 800 mil para construção de um Teatro Municipal na cidade, R$ 5 milhões para construção de um AME – Ambulatório Médico de Especialidades, R$ 5 milhões para manutenção da estrada vicinal Manoel Guapo, que liga José Bonifácio a Nipoã e R$ 300 mil para a Santa Casa de Misericórdia.


 


Ainda no município, o parlamentar vai conhecer o Posto de Saúde no distrito de Santa Luzia.

  0 COMENTÁRIOS
 
Alckmin desonera grandes empresas em bilhões de reais, mas PL 920 congela salários do funcionalismo 
Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017 - 14:55 - Categoria: Geral
 


Matéria publicada originalmentre no site da Adusp



O Projeto de Lei (PL) 920/2017 foi protocolado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no dia 5/10, para ser deliberado em regime de urgência pela Assembleia Legislativa (Alesp). O PL 920 se baseia na renegociação da dívida do Estado de São Paulo com a União conforme a Lei Complementar Federal 156/2016: aceita as contrapartidas propostas pelo governo Temer para ampliar o prazo de pagamento da dívida de São Paulo, limitando as despesas primárias do orçamento estadual por dois anos.


Na prática, estas contrapartidas implicam o congelamento dos salários do funcionalismo público paulista, pela proibição de reajustes ao longo de dois anos, além de agravar a precarização do trabalho e dos serviços públicos, pois suspendem-se igualmente as contratações de novos funcionários. Basta ver a situação caótica e desesperadora do setor público do Rio de Janeiro, cujo governo estadual aderiu ao mesmo modelo (no caso, com o agra­vante da privatização da Cedae, empresa pública de água e esgotos).


O PL 920 permite, ainda, que a contribuição previdenciária dos funcionários públicos seja aumentada de 11% para 14%. Caso seja aprovado, a população também será prejudicada, em razão do congelamento de investimentos em saúde, segurança, transporte e educação. Diante desta perspectiva, no dia 10/11 servidores públicos de São Paulo se juntaram às paralisações nacionais contra as reformas de Temer e organizaram um protesto contra o PL 920 que chegou ao Palácio dos Bandeirantes.


O projeto de Alckmin é tão devastador, do ponto de vista social, que encontra resistência até mesmo na base governista na Alesp. Obviamente, caberá aos trabalhadores e às camadas mais pobres da população, que dependem dos serviços públicos, pagar pelas isenções fiscais. Isto fica evidente quando se sabe que, em junho deste ano, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP) não somente aprovou com ressalvas as contas estaduais de 2016, mas exigiu explicações sobre as desonerações fiscais praticadas pelo governo Alckmin.


Renúncia fiscal


No seu relatório, o conselheiro Antonio Roque Citadini,  do TCE, apontou a ausência de dados sobre os incentivos e as renúncias fiscais nas contas do governador, o que descumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Constatei uma informação simplista, na Lei de Diretrizes Orçamentárias [LDO], indicando que a renúncia fiscal em 2016 tem previsão de R$ 15 bilhões. No relatório de fiscalização, porém, nenhum dado há sobre a matéria”, escreveu o relator Citadini. A maior parte dos impostos não cobrados pelo governo são aqueles devidos por grandes empresas.


“É preciso que o Tribunal fiscalize se é incentivo, imunidades ou outros”, prosseguiu Citadini no seu voto. “Quem recebeu renúncia deve aparecer o nome e sobrenome e o governo não informa por boa vontade. Informa só se é pressionado e obrigado e instado a informar. Se preferir, eles deixam isso na gaveta e este é um problema”, acusou. A Secretaria da Fazenda tergiversou, limitando-se a dizer que trabalha para atender às observações do TCE.


Porém, na Alesp, a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) pediu em 7/11 que seja suspensa a tramitação do julgamento das contas de 2016 do governador, até que o Estado esclareça as desonerações fiscais que concede. A bancada petista havia requerido oficialmente ao Executivo, em 18/9, informações sobre as desonerações. O prazo legal de 30 dias esgotou-se sem que tenha havido resposta do governo estadual. Desse modo, a oposição conseguiu adiar por 15 dias a tramitação, na Comissão de Finanças e Orçamento (CFO) da Alesp, do relatório de aprovação das contas do Estado.


Assim, a dura realidade das medidas previstas no PL 920 choca-se com a flagrante falta de transparência do governo Alckmin nas generosas benesses concedidas a grandes empresários. O sigilo e as maquiagens contábeis privilegiam o empresariado, em detrimento dos assala­riados. “O governo Alckmin mostra o lado dele quando desonera para os mais ricos e congela salários, investimentos”, declara o deputado estadual João Paulo Rillo (PT). “Um exem­plo é a manipulação orçamentária feita por ele, que usou dinheiro da Previdência como gasto em educação para alcançar os 30% constitucionais. Depois de questionarmos, ele retirou a Previdência e o investimento em educação chegou a 25%”.


Frente parlamentar


Outra iniciativa tomada pela oposição foi a criação de uma frente parlamentar na Alesp para investigar as desonerações de ICMS. O deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) conseguiu reunir as 19 assinaturas necessárias, e a frente já conta, hoje, com a participação de 22 deputados estaduais. Seu objetivo inicial é desvendar o real teor das desonerações promovidas pelo governo estadual.


“Queremos saber quais empresas são beneficiadas, se são as mesmas que estão na listas dos maiores devedores, se geram emprego, se estão investindo ou não. Precisamos de transparência e queremos exercer um controle social a partir da Alesp sobre essa forma indiscriminada das desonerações”, disse Raul Marcelo, lembrando que entre 2010 e 2016 as propostas de LDO determinaram a desoneração de nada menos que R$ 92 bilhões de ICMS, sem que tenha havido transparência e controle social.


Nota técnica da bancada do PT sobre a LDO 2018 revela que a renúncia fiscal vem afetando fortemente o setor da educação: “A renúncia de receitas apresentará elevação significativa em 2018. Na série histórica, passará de 8,53% da arrecadação potencial em 2014 para 9,74% em 2018. Este aumento da renúncia de 2018 em relação a 2014 representará R$ 2,4 bilhões a menos nos cofres estaduais, com impactos negativos sobre os repasses para as Universidades Estaduais (- R$ 231 milhões), Educação (- R$ 726 milhões), Fapesp (- R$ 24 milhões) e Saúde (- R$ 290 milhões)”.


Ainda segundo a nota técnica, desde 2010 “o valor das desonerações cresceu R$ 5,14 bilhões, reduzindo as verbas vinculadas para a Educação (-R$ 1,54 bilhão) e para a Saúde (- R$ 617 milhões), com destaque no primeiro grupo para as perdas das Universidades Estaduais (-R$ 492 bilhões)”. O ICMS responde por quase 95% das desonerações 


  0 COMENTÁRIOS
 
Rillo questiona Artesp sobre terceira faixa na Comissão de Transporte 
Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017 - 14:50 - Categoria: Geral
 

Parlamentar também defende passe livre intermunicipal na Comissão de Finanças


 


Requerimentos e convocações do deputado estadual João Paulo Rillo entram na pauta de diversas comissões permanentes, nesta semana, na Assembleia Legislativa.





Passe livre intermunicipal e terceira faixa


Hoje, terça-feira, dia 28, a proposta de Rillo para o passe livre estudantil no transporte intermunicipal vai ser apreciada na Comissão de Finanças e, amanhã, quarta-feira, dia 29, na Comissão de Transporte e Comunicação, o diretor-geral da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), Giovanni Pengue Filho, vai falar sobre as  providências tomadas em relação à construção da terceira faixa na rodovia Washington Luís, entre os municípios de Cedral e Mirassol.





Orçamento da Educação


Rillo tem ainda requerimentos na Comissão de Educação e Cultura e na Comissão de Fiscalização e Controle, incluídos na pauta desta terça-feira, para convocação Secretário Estadual da Fazenda, Helcio Tokeschi, e do secretário estadual da Educação, José Renato Nalini, para esclarecerem as perdas para o orçamento da Educação diante da inclusão de aposentadorias e pensões como despesas para manutenção e desenvolvimento do ensino.





Calamidade financeira em Americana


Ainda na Comissão de Fiscalização e Controle, nesta terça-feira, Rillo requer a realização de audiência pública sobre o pedido do prefeito de Americana para que seja decretada calamidade financeira para o município. O parlamentar convida ainda o membro da Comissão de Relações de Trabalho da Câmara de Americana, professor padre Sérgio, e o secretário-diretor Geral do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Sérgio Ciquera Rossi, para falar sobre o assunto na Comissão.

  0 COMENTÁRIOS
 
Direitos humanos em educação é tema de encontro de Rillo na região de Araçatuba 
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 - 15:04 - Categoria: Geral
 
 

Coordenador da subcomissão de Direitos Humanos em Educação, o deputado estadual João Paulo Rillo esteve, nesta quinta-feira, dia 23, na Escola Estadual Vicente Barbosa, de Valparaiso, para conversar com alunos e funcionários. Foi o primeiro de vários encontros do parlamentar na região de Araçatuba. Nos próximos dias, estão agendadas reuniões nas cidades de Bento de Abreu, Rubiácea, Guararapes, Araçatuba, Nova Luzitânia, Brejo Alegre, Birigui, Coroados, Glicério e Bilac com militantes do PT, simpatizantes e apoiadores para Rillo apresentar um balanço do mandato dele.


 


Em Valparaiso, após o encontro com na Escola Estadual Vicente Barbosa, o deputado reuniu-se com integrantes do PT e apoiadores, seguiu para Bento de Abreu para encontro com a vereadora Marinete, conversou com filiados e simpatizantes do PT na Câmara de Rubiácea junto com vereador Egmar e, em Guararapes, foi recebido na casa do Maurício. 


 


Na sexta-feira, dia 24, a agenda do parlamentar inclui reunião em Nova Luzitânia, pela manhã, na casa da vereadora Edvirges, encontro no Clube Banespinha, em Araçatuba, com a presença de representantes do MST, reunião em Buritama, no Centro Cultural, com o presidente do PT, Joãozinho, e militantes e, em seguida, um encontro com a vereadora Tânia. Rillo segue para a sede da Agrovila, em Brejo Alegre junto com o presidente do PT, Rosemiro, e com o ex-vereador Juvena. À tarde, em Birigui, tem encontro na Câmara com simpatizantes, reunião com os militantes do PT e o presidente do partido, Dorival, e, logo após, se reúne com o vereador Eduardo.


 


No dia 25, sábado, Rillo tem agenda em Coroados, Glicério e Bilac. 

  0 COMENTÁRIOS
 
Investimentos e geração de emprego centralizam agenda de Rillo na região noroeste 
Segunda-Feira, 13 de Novembro de 2017 - 00:27 - Categoria: Geral
 

O deputado estadual João Paulo Rillo participou, nesta sexta-feira, dia 10, de reuniões de trabalho na região noroeste do Estado. A agenda incluiu encontros com lideranças regionais e prefeitos de Américo de Campos, Votuporanga, Cosmorama, Alvares Florence e Cardoso.





Américo de Campos


Logo cedo, em Américo de Campos, Rillo conversou com funcionários da Prefeitura e lideranças sobre geração de emprego. O parlamentar é autor de emenda de R$ 300 mil ao Orçamento de 2018 para a ampliação da incubadora de empresas. “O objetivo é aumentar a oferta de oportunidades para os moradores”, concluiu. Ele foi recebido pelo prefeito Carlos Roberto Achilles e a vice-prefeita Rosinha Miron. Também estavam presentes a vereadora Lucineia Peixoto e os vereadores Norival de Jesus, Osvaldo Caires e Luís Carlos Formagi.    





Votuporanga


Em seguida, em Votuporanga, acompanhado da presidente do PT na cidade, Rosa Chiqueto e do ex-vereador Jura, Rillo apresentou um balanço do mandato dele à imprensa, avaliou a difícil conjuntura política e econômica do país, os desdobramentos da reforma trabalhista e alertou sobre o projeto do governo estadual que pretende permitir a inserção dos consumidores no cadastro de inadimplentes sem comunicação prévia formal.


O parlamentar falou também sobre as propostas que apresentou para ampliar os investimentos do governo estadual na cidade. Ele propôs, no Orçamento de 2018, a destinação de R$ 400 mil para a construção de creche no bairro Boa Vista II e de R$ 40 mil para a aquisição de equipamentos para o Lar São Vicente de Paula.


No início da noite, Rillo retornou à cidade para encontro com o coordenador da Macro Noroeste, Antônio Carlos Nogueira, o Cacaio, e militantes no Diretório Municipal do PT.


 


Cosmorama


Em Cosmorama, Rillo foi recebido na casa do Sr. Valdivino e da D. Clara e conversou com lideranças da cidade sobre as iniciativas locais envolvendo a reciclagem do lixo. Autor de proposta para assegurar R$ 150 mil para a ampliação do Centro de Triagem de Resíduos Sólidos, Rillo afirmou que “a reciclagem se impõe como um desafio muito benéfico para os municípios comprometidos com a sustentabilidade”.





Alvares Florence


No final da tarde, o parlamentar esteve em Alvares Florence, com o prefeito Calimério Sales, que agradeceu a emenda sugerida pelo PT municipal e apresentada por Rillo, de R$ 200 mil, para reformar a área de lazer Lagoa Igapira.  





Cardoso


Em Cardoso, em encontro na casa do ex-vice-prefeito Renato Tavares com companheiros do PT local, Rillo reafirmou seu compromisso com cidade para a qual apresentou proposta ao Orçamento de R$ 200 mil para custeio para a Santa Casa de Misericórdia. 

  0 COMENTÁRIOS
 
Projeto de lei de Rillo protege câmpus 3 da Unesp Ilha Solteira 
Terça-Feira, 7 de Novembro de 2017 - 19:51 - Categoria: Geral
 
 

 O diretor da Unesp Câmpus de Ilha Solteira, Prof. Dr. Enes Furlani Junior, recebeu o deputado João Paulo Rillo na universidade para discutirem como o mandato de Rillo pode ajudar nas diversas batalhas que a instituição enfrenta. Discutiram, entre outras coisas, o modo tucano de estrangulamento das universidades, que vem promovendo perdas que levarão uma geração para serem recuperadas, e sobre a luta histórica para aumentar o repasse do ICMS. 



Mas, mais especificamente, discutiram também sobre as lutas específicas do câmpus 3 de Ilha Solteira, que está instalado em um prédio da CESP - que está prestes a ser vendido pelo Estado. Em poucos dias, Rillo protocolou um projeto de lei que transfere para as universidades púlicas paulistas os imóveis da CESP já afetados para seu uso. Além disso, fez um requerimento de convocação dos secretários ligados ao tema, para que venham esclarecer o destino de tais áreas, e também para uma audiência pública.


 

  0 COMENTÁRIOS
 
    Página 1 de 44    

 
Últimos Vídeos
     
     
     
Últimas Fotos
ÚLTIMOS POSTS
 
CATEGORIAS
 
NUVEM DE TAGS
 
 
   Últimos Tweets
 
 
Cadastre-se
Para receber novidades sobre o Deputado
 
 
Endereços
Escritório Regional
Rua Silva Jardim, 1955
CEP 15025-065
São José do Rio Preto - SP
17 3212.9892
 
Assembléia Legislativa
Av. Pedro Álvares Cabral, 201 - 1º Andar
CEP 04097-900
São Paulo - SP
11 3886.6877